ATUALIZADO: aeroportos são leiloados a R$ 2,3 bilhões

Intenção é que mais 44 aeroportos da Infraero sejam concedidos à iniciativa privada até 2022

Terminais estão localizados nas regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste

Por Franceslly Catozzo / Sollicita (atualizado às 12h38)

Atualização 12h38 - O leilão de privatização de 12 aeroportos superou a outorga estipulada pelo governo de R$ 2,1 bilhões. No total, os lances pelos três blocos somaram R$ 2,377 bilhões. As empresas estrangeiras dominaram o leilão, vencendo disputa por dois blocos.

O bloco do Nordeste foi arrematado pelo grupo espanhol Aena Desarrollo Internacional por R$ 1,9 bilhão. A maior proposta aos aeroportos do Centro-Oeste foi da consórcio brasileiro Aeroeste, de R$ 40 milhões. Já quem venceu o lance do bloco de terminais do Sudeste foi a suiça Zurich Aiport, com a oferta de R$ 437 milhões.


08h35 - Serão leiloados a partir da manhã de hoje (15) doze aeroportos nas regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. O investimento previsto para os três blocos é de R$ 3,5 bilhões, no período de 30 anos. De acordo com o governo federal, os terminais que serão concedidos para a iniciativa privada recebem juntos, anualmente, 19,6 milhões de passageiros, o equivalente a 9,5% do mercado nacional de aviação. 

A intenção é que até 2022 mais 44 aeroportos da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) sejam concedidos à iniciativa privada.

Pela primeira vez, a concessão em blocos será testado, já que os aeroportos vinham sendo leiloados de forma inidividual. O novo modelo está relacionado à maior vocação do uso dos aeroportos: os do Nordeste para o turismo, os do Centro-Oeste para o agronegócio e os do Sudeste para atividades empresariais ligadas ao setor de energia.

Confira a lista de aeroportos leiloados:

Sudeste:

Aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória (ES);

Aeroporto de Macaé, em Macaé (RJ);

Nordeste:

Aeroporto Gilberto Freyre, em Recife (PE);

Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte (CE);

Aeroporto Presidente Castro Pinto, em João Pessoa - Bayeux (PB);

Aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande (PB);

Aeroporto Santa Maria, em Aracaju (SE);

Aeroporto Zumbi dos Palmares, em Maceió - Rio Largo (AL);

Centro-oeste:

Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande (MT);

Aeroporto de Rondonópolis, em Rondonópolis (MT);

Aeroporto Presidente João Batista Figueiredo, em Sinop (MT);

Aeroporto Piloto Oswaldo Marques Dias, em Alta Floresta (MT).

Serão obrigatórias as realizações de reformas, implantações ou melhorias, como nos banheiros, sinalizações de informação, internet wi-fi gratuita, sistemas de climatização, escadas e esteiras rolantes e elevadores, entre outras intervenções.

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

Infraero licita edifício no Aeroporto de Congonhas

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento

15 dias com preços  e condições de 2018!
R$ 47,90/mês por R$23,99/mês

f

Promoção válida até 31/03/2019

EU QUERO!