O que mais atrapalha o trabalho do pregoeiro?

Veja quais são os fatores que mais atrapalham o trabalho do pregoeiro

Por Aline de Oliveira / Sollicita

Todos sabem que a rotina do pregoeiro não é fácil. Cada pregoeiro vive com as particularidades da sua instituição, mas, no geral, ela pode ser resumida, nas palavras dos próprios pregoeiros, como:

“Puxada e exaustiva, porém, muito gratificante”.

“Super exaustiva, pois misturam-se muitos trabalhos administrativos no cotidiano”

“Muito corrida!!!”

“A rotina do Pregoeiro é estressante e de muita responsabilidade”.

“Cada dia uma surpresa”.

“Atualmente, bastante exaustiva porque a muitos setores que realizam seus pedidos de última hora e querem que tudo seja terminado antes do prazo de empenho”

“Estou sempre entre editais, análise de processos, contratações, negociações com requisitantes e fornecedores, respostas a questionamentos....etc”.

“Tumultuada”

“Tenho que ser decisivo, ágil, competente, determinado, dinâmico, justo e sempre aberto a aprendizagem”.

Mas você sabe o que mais atrapalha seu trabalho?

Segundo os pregoeiros, os fatores que mais atrapalham seu trabalho são:

  • Falta de capacitação;
  • Acúmulo de licitações nos últimos meses;
  • Problemas vindo de outros setores, como pesquisas de preços mal elaboradas;
  • Muitas legislações e entendimentos diferentes.

O que melhoraria o trabalho do pregoeiro?

Para grande parte dos pregoeiros a capacitação é o fator que mais interfere na qualidade de seu trabalho com pregão.

Veja o que eles responderam:

“Capacitação de todas as áreas envolvidas no planejamento das compras governamentais e, é claro, a remuneração pela função desempenhada com maestria”.

“Compras compartilhadas com certeza, mas ter uma equipe exclusiva para licitação seria fantástico”.

“Mais capacitação, capacitação dos servidores envolvidos em compras e rodízio de Pregoeiros”.

“Investimento contínuo em capacitação tendo em vista a enorme quantidade de legislações vigentes e em constante mudança”.

“Uma legislação mais enxuta e menos burocrática”.

“Compras compartilhadas, mais integração entre pessoas que trabalham com compras para padronização dos processos, discussão permanente das rotinas, atualização permanente e adicional para o cargo”.

“Um roteiro de compras do órgão a ser seguido com compromisso por todos os setores envolvidos em um processo licitatório”.

“Uma boa equipe de apoio, com maiores responsabilidades”.

“Leis mais definidas, o reconhecimento do cargo ou função de Pregoeiro”.